HomeO que faz um vendedor interno? Veja se a sua empresa precisa de umBlogO que faz um vendedor interno? Veja se a sua empresa precisa de um

O que faz um vendedor interno? Veja se a sua empresa precisa de um

Normalmente, o vendedor interno realiza atividades que tornam o processo de vendas mais eficiente e produtivo. 

Um dos objetivos de contar com esse tipo de profissional é gerar valor para o cliente e mostrar o diferencial competitivo da sua empresa.Porém, quando as empresas não têm as atividades de um vendedor interno bem definidas, acabam tendo mais dificuldade em estruturar seu processo comercial.

Quando cada pessoa do time atua de forma independente, sem que haja uma organização, pode haver consequências como tentar vender para pessoas que não tenham aderência com a sua solução e até mesmo perder a chance de fechar vendas.

No artigo de hoje, explicaremos o que realmente faz um vendedor interno e se sua empresa precisa de um. Boa leitura!

Principais atividades de um vendedor interno 

Conhecer o cliente específico

Primeiro, vamos começar falando sobre uma das principais funções de um vendedor interno – conhecer o cliente específico. Pode parecer óbvio, mas nem toda empresa realiza.

Nesse caso, não se trata de definir o perfil do cliente ideal da empresa ou sobre a persona. Mas, de saber sobre o cliente que será atendido. Entender as dores, as necessidades, saber o que ele comentou com o SDR.

Todas essas informações precisam ser previamente registradas pelo time de pré-vendas, para depois o contato ser passado para o vendedor. Entretanto, é responsabilidade do vendedor estudar cada oportunidade.

Portanto, é fundamental centralizar todos os dados, a fim de tornar esse trabalho mais ágil. Ao ter acesso a essas informações mais relevantes, o vendedor pode adequar a abordagem com foco no cliente. Assim, ele também consegue realizar um atendimento consultivo, explicando como o produto ou serviço pode ajudá-lo.

Demonstrações de vendas

Um vendedor mesmo que interno têm como objetivo principal vender, obviamente. Entretanto, nesse caso trata-se do inside sales, aquele que acontece dentro da empresa.

Dependendo do modelo de negócio e da solução oferecida, a venda pode ocorrer por telefone, whatsapp, etc.

O ideal é apostar em um formato de abordagem, onde possa ocorrer uma negociação. Outro ponto importante é sempre que um novo vendedor interno entrar na empresa seja apresentado a ele o discurso da empresa, assim fica mais fácil acelerar o conhecimento de todos na área.

Elaborar propostas

Agora que o vendedor entrou em contato com o cliente e fez a demonstração do seu produto ou serviço, chegou o momento de elaborar e enviar uma proposta comercial.

Essa etapa do processo de vendas deve ser feita somente pelo vendedor, afinal ele conhece o cliente e vai saber melhor do que ninguém como montar a proposta mais adequada. 

Cada cliente é único e por isso, cada proposta precisa ser elaborada de forma personalizada. Procure se dedicar a essa atividade com muita atenção, mas faça isso de maneira ágil, para que o cliente não espere muito para receber uma proposta. 

Analisar a performance

Uma das principais atividades de um vendedor interno ou não, é fazer uma análise de performance.   

O acompanhamento do desempenho deve ser realizado regularmente, principalmente quando se trata de verificar as conversões em cada etapa do ciclo de vendas.  Porém, não basta analisar os dados, é preciso entendê-los de fato. Saber fazer o cruzamento das informações para ter melhores insights é fundamental para manter o que está sendo realizado corretamente e ajustar o que não traz bons resultados.

Por exemplo, a área de vendas está apresentando bom número de reuniões agendadas, mas o número de vendas fechadas está muito abaixo do esperado, então tem algo que precisa ser melhorado. Nesse caso, o time de pré-vendas não está passando leads tão qualificados para os vendedores – porém pode ser o caso também do problema estar na fase de aceite de proposta. 

Terceirizar o vendedor interno pode ser uma solução

Falamos bastante sobre ter um vendedor interno no time de vendas, mas é muito importante que cada empresa faça uma análise e verifique se realmente precisa de um. 

Cada negócio tem suas particularidades e nem sempre fazer essa contratação pode ser uma boa solução. Em muitos casos, terceirizar essa atividade do vendedor interno ou de prospecção, por exemplo, pode ser o formato ideal para a sua empresa.

A terceirização além de facilitar o trabalho de muitos vendedores que muitas vezes ficam sobrecarregados, pode ajudar a diminuir os custos da empresa. Veja a seguir as vantagens de se terceirizar o time de vendas:

  • O administrador da área de vendas terá um time menor ou nenhum vendedor para gerir diretamente, deixando-o mais livre para fazer a análise dos desempenhos e dos resultados de forma mais focada; 
  • Diminuição dos custos com encargos trabalhistas, estrutura interna, deslocamento de funcionário, treinamentos, sistemas e disposição do escritório;
  • Ampliar as chances dos vendedores explorarem novas conexões com o objetivo de atrair novos negócios;
  • Ganho de abrangência do negócio dentro do mercado de atuação. Dessa forma é possível conquistar mais clientes para que as vendas estejam sempre em expansão, sem delimitação de região específica e sem necessidade de realizar contratação de pessoal em cada local.

Nós da Nerus Sales também podemos te ajudar a montar o seu time de prospecção e vendas. Clique aqui e fale com um de nossos especialistas.

Para continuar acompanhando nossos posts, basta acessar nosso Blog Nerus  e ter acesso a artigos exclusivos!

Av. Brigadeiro Faria Lima, 1755
Pinheiros – São Paulo/SP